Blog Posts publicados pelo Dr. Fabiano sobre diversos assuntos

Mudança no relacionamento do casal após o nascimento de um filho

É certo que grandes mudanças acontecem com o casal após o nascimento de um filho, aquelas mudanças das quais todos falam, que o bebê irá lhes privar o sono, exigir deles cuidados e dedicação. Mas mudanças ocorrem em todas as fases da vida: quando entramos na adolescência, quando conseguimos o primeiro emprego ou quando assumimos um relacionamento. E portanto temos duas opções: direcioná-las para que sigam no rumo planejado, como um capitão eficiente no controle de um navio; ou deixar que estas mudanças causem consequências descontroladas na vida como um navio sem curso.

Neste texto quero tratar de mudanças sutis que geralmente ocorrem, e que por isso mesmo não serão tão facilmente perceptíveis, mas suas consequências poderão enfraquecer as bases do relacionamento. Tais mudanças sutis serão identificadas, por exemplo, na atenção que anteriormente era da mulher para o homem e vice-versa, e agora se volta incansavelmente para a criança. Até aí nenhuma grande descoberta, mas para recuperar esta atenção desviada, tanto o homem como a mulher podem criar, sem percepção consciente, situações de discussão e de valorização de coisas sem importância que se transformam em problemas crescentes, que em outra situação poderiam ser resolvidos sem se dar tanta importância. Mas a necessidade da atenção da pessoa da qual se sente falta acaba valorizando tal questão num momento já delicado em que ambos estão cansados, causando desgaste e irritação.

E como resolver? Deixar de querer estar sempre certo é um passo sábio. O ponto não é estar certo ou não sobre a questão, pois o que ocorre é que se esquece o ponto que iniciou a discussão e esta se transforma em um querer convencer o outro apenas para impor sua opnião. Vencer a discussão pelo fato de vencer, não mais se importando com o motivo inicial da competição, e como eu disse acima, para ter de volta a atenção do outro a qualquer custo.

As reclamações, discussões e o fato de “querer estar sempre certo” desembocam em duas consequências: uma interna e outra externa. Internamente nos coloca em uma situação mental que não se abre para nenhuma outra visão, ficamos inflexíveis, pois é assim que a mente acostuma a se posicionar. E em relação ao outro, as discussões acabam fazendo com que fiquemos em situação superior ou inferior, mas quem ganha a discussão? Ninguém e ninguém se sente melhor, pois não se deve ocupar um lugar distinto de seu companheiro(a), devem entender que estão juntos nesta experiência de aprendizagem.

O objetivo é entender e orquestrar estas mudanças que ocorrem nesta nova fase da vida e não se deixarem levar por elas.

Simone Stefanuto de Oliveira

Queila Trizotti

Quando eu conheci o Dr. estava em uma das fases mais difíceis da minha vida, acabado de terminar um relacionamento com problemas financeiros e com a vida profissional despencando, mas através da mentoria dele fui colocando cada coisa em seu devido lugar, hoje me considero uma pessoa extremamente feliz e realizada, e quando trabalhamos nossa força interior e autoconfiança as coisas simplesmente acontecem, eu evolui tanto e obtive tantos resultados, que hoje ajudo ele meu mentor dr Fabiano Goes, a levar a sua mensagem de transformação e desenvolvimento pessoal para maior número mulheres possível. E acredito tanto na causa e no propósito e na transformação que ele gera que atualmente me tornei co-produtora Dele, que pra mim é uma honra.

Etine Oliveira

Você realmente é um profissional incrível, pois consegue fazer qualquer assunto interessante. Transborda amor pelo que faz, e o resultado não poderia ser diferente. Nós que agradecemos por compartilhar tantas informações transformadoras e relevantes. Acredito quão feliz e realizado você fica com feedback positivo que tem proporcionado na vida de tantas pessoas. Obrigada por ser este profissional sensacional.

Daniela Diniz

Advogada

Dr. você me ajudou tanto através dos seus vídeos, que nem sei se conseguirei expressar por palavras p quanto bem você me fez/faz. Obrigado por me mostrar o outro lado da coisa (sem visão romantizada que o sendo comum tem sobre quase tudo). São os seus vídeos a minha primeira busca da manhã, pois lá através da linguagem mais objetiva e acessível do mundo, eu passei a entender coisas “simples” que jamais ninguém foi capaz de explicar. Obrigado por tudo… mil vezes obrigado!

Tati Haurani

Aprendi a me amar em primeiro lugar. Aprendi que a esperteza e a experiência são ais importantes que diplomas. Aprendi que devemos aprender alguma coisa todos os dias. Aprendi que “camarão que dorme a onda leva”. Aprendi que devo conviver com pessoas que me agregam alguma coisa. E que eu devo exercitar o tempo todo a arte de “dar e receber” pois mesmo achando que não estou recebendo, o Universo manda tudo vive boa de volta. Antes, eu só sabia ganhar dinheiro. Hoje eu sei ganhar tudo que quero!

Ir para o topo